Uma atitude apreciativa!

 

O mote das minhas últimas semanas tem sido este: apreciar! Em contexto formativo e de supervisão, tenho procurado cultivar junto de diferentes grupos uma atitude apreciativa, para com o outro e/ou para com o grupo/ instituição. Desde a realização de exercícios de partilha de características positivas e qualidades; até à implementação do modelo do Inquérito Apreciativo (já partilhado num post anterior), passando pela resignificação positiva de palavras usadas com uma conotação negativa, várias têm sido as estratégias que tenho usado para o fazer.

Uma manta de retalhos…

quilt-716838_1920

A resignificação positiva de uma palavra usada com um sentido negativo por uma das equipas foi um momento de aprendizagem especialmente curioso e enriquecedor: um elemento desta equipa dizia que a mesma era uma “manta de retalhos”, num sentido pejorativo. Perguntei aos elementos da equipa se ser uma manta de retalhos era necessariamente uma coisa má. E o que podia ter de bom e único uma manta de retalhos. Uma pessoa respondeu que as mantas de retalhos eram bonitas e coloridas, depois alguém acrescentou que havia riqueza na diversidade, eu destaquei que são selecionados os melhores pedaços de tecido para a confecionar, e por aí adiante… Este momento marcou uma mudança quase indetetável na disposição do grupo que, com o desenrolar das atividades, se foi sentindo gradualmente mais confiante.

Os efeitos de uma atitude apreciativa

1 descoberta_a

Sermos capazes de apreciar a beleza nas coisas, no outro e em nós, torna-nos mais confiantes e disponibiliza-nos para o outro.

Durante um inquérito apreciativo com um grupo de professores, ouvi comentários do género: “Afinal já fazemos muitas coisas que promovem um espírito de equipa no nosso agrupamento!” Esta descoberta e apreciação dá alento a que o grupo procure desenvolver ainda mais iniciativas. E foi exatamente isso que aconteceu!

Finalmente, esta terça-feira, numa sessão com outra turma dinamizei um exercício de observação e partilha de forças de caráter e outras qualidades pelos formandos em pequenos grupos. No momento da despedida, uma professora comentou: “no fim destas ações só me dá vontade de abraçar toda a gente!”

Fiquei de coração cheio!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: